O Brasil e suas principais vacinas

O Brasil possui uma forte tradição no que diz respeito a programas e incentivo à vacinação. Contudo, nos últimos anos, devido a uma série de questões como fake news sobre as vacinas, os índices vêm caindo.

Hoje ocupamos a 60ª posição no ranking de imunização. Um posicionamento ainda baixo, considerando  o impacto que as doenças imunopreveníveis podem causar. Por isso, é importante acompanhar as principais vacinas existentes e quais doenças podem ser prevenidas por meio delas. Mostraremos as principais a seguir. Boa leitura.

Tuberculose

Também conhecida como BCG, a vacina contra a tuberculose permite a prevenção de uma doença altamente contagiosa provocada pela bactéria Mycobacterium tuberculosis. O desenvolvimento da doença pode provocar lesões sérias nos pulmões.

A imunização permite ter um maior controle, para evitar que ocorram transmissões comunitárias, já que a doença causa uma série de malefícios para a saúde e é altamente contagiosa. A doença pode ser transmitida por gotículas.

A vacinação deverá ser aplicada o mais precocemente possível, de preferência ainda na maternidade, em recém-nascidos com peso maior ou igual a 2.000 g.

Hepatite A

A Hepatite A é uma doença que atinge o fígado, podendo causar diversos prejuízos para sua saúde e qualidade de vida. A pessoa que contrai a doença pode ser assintomática e ainda transmitir para outras pessoas.

A vacinação da Hepatite A é tomada em duas doses, com intervalo de seis meses entre elas. Ela possui vírus inativado, ou seja, você não contrai, necessariamente, a doença. Possui versões aplicáveis tanto para crianças e jovens quanto para adultos.

 Influenza (gripe)

As principais cepas surgidas no ano anterior estão presentes na vacina da Influenza, do tipo A e B. Por ser um vírus que gera diversas mutações, ela precisa ser aplicada anualmente. Normalmente são de três a quatro cepas que talvez sejam as mais comuns para o próximo ano, segundo os cientistas.

Assim, quem é vacinado não necessariamente está imunizado para todas as variações de Influenza. Contudo, ainda assim é importante contar com a vacinação, pois pode-se prevenir quadros graves da doença.

É indicada a partir dos seis meses de idade, e essencialmente para idosos, que estão mais suscetíveis a complicações de quadros respiratórios.

exames para covid-19

 

 Vacina HPV

A vacina contra o Papilomavírus Humano (HPV) auxilia a prevenir a infecção por este vírus que afeta, principalmente, mulheres, podendo desenvolver lesões cancerígenas ou pré-cancerígenas (como câncer de colo do útero, vulva e vagina, ânus e verrugas genitais), ainda que afete ambos os gêneros.

Diante disso, ela é mais recomendada para mulheres. Contudo, homens entre 9 a 26 anos e mulheres de 9 a 45 anos devem tomar a vacina. Ela pode ser composta por:

  • Quadrivalente (quatro cepas do HPV);
  • Bivalente (duas cepas do HPV);
  • Nonavalente (nove cepas do HPV).

As cepas são aquelas que têm maior potencial para causar danos e lesões malignas nos pacientes. Contudo, ainda assim, é preciso que você continue mantendo os cuidados preventivos de contágio.

 Vacinas de Sarampo, caxumba e rubéola

Também chamada de tríplice viral, a vacina protege contra a manifestação dessas três doenças que podem causar graves consequências à saúde do paciente. Estão entre elas:

  • Sarampo: ainda é uma das principais causas de mortes de criança no mundo e tem retornado ao Brasil, onde, até então, era praticamente erradicada, devido à vacinação;
  • Rubéola:  pode causar uma série de problemas e infecções, principalmente, para crianças quando a mãe contrai a doença durante a gravidez. Também é responsável por gerar abortos, morte fetal, parto prematuro e problemas congênitos;
  • Caxumba: transmitida pelo ar, pode ter sintomas simples, contudo, suas complicações podem gerar comprometimento do sistema nervoso central, testículos, ovários e pâncreas.

Como você pode perceber, as vacinas protegem contra uma série de doenças que, quando manifestadas, podem comprometer gravemente a sua saúde e, também, a saúde das pessoas que você ama. Principalmente crianças, que estão formando seus anticorpos. Assim, não deixe de promover esse cuidado para eles, ok?

Então aproveite e compartilhe este conteúdo para que mais pessoas saibam sobre esse tema tão importante que são as vacinas.

Caso você tenha alguma dúvida sobre qual tipo de exame realizar entre em contato conosco via Whatsapp.