Mioglobina alta

Já viu aquele líquido vermelho que sobressai de algumas carnes, especialmente as usadas em churrasco, e que as pessoas costumam falar que é o sangue do animal? Na verdade, esse líquido é a mioglobina, que exerce uma função incrível no organismo.

Ao fazermos exames de sangue, torna-se comum identificarmos alguns termos esquisitos nos resultados, que, mesmo com a explicação por alto dos médicos, fica sempre aquela enorme interrogação na cabeça. No entanto, o conceito da mioglobina é mais fácil do que você imagina, sendo que ela pode indicar até alguns fatores anormais no corpo.

A seguir, trouxemos um artigo didático para que compreenda melhor o que é e a importância da mioglobina, a fim de prezar por uma vida mais saudável. Confira!

 

O que é mioglobina?

De forma geral, as proteínas podem ser divididas em algumas funções específicas, ou seja, tem as hormonais, imunológicas, contráteis, catalisadoras, estruturais e as de transporte, que é o caso da nossa amiga mioglobina. No ser humano, ela é formada por uma cadeia de 154 aminoácidos (moléculas orgânicas), sendo que a mioglobina está presente tanto no músculo cardíaco quanto em outros músculos. 

Normalmente, ela não deveria aparecer no sangue, mas isso ocorre quando existe alguma lesão em um músculo, após atividades intensas, ou em um caso mais graves como um infarto do miocárdio. Com isso, os médicos solicitam um exame de sangue para identificar possíveis níveis dessa proteína na corrente sanguínea, de modo que, em pessoas saudáveis, o resultado dê negativo ou inferior a 0,15 mcg/dL.

 

Qual é a função da mioglobina?

Antes de explicarmos a função, bem provável que você já tenha feito uma associação comum entre mioglobina e hemoglobina, não é verdade? Pois bem, embora tenham nomes parecidos e ambas serem proteínas de transporte, as suas características são diferentes no processo que leva a um dos sistemas energéticos do corpo. 

A hemoglobina serve para transportar o oxigênio pela corrente sanguínea, dentro das hemácias, mais ou menos como se fosse um caminhoneiro levando produtos para abastecer um supermercado. Já a nossa querida mioglobina exerce uma função diferente, isto é, ela transporta o oxigênio que recebeu da hemoglobina e o armazena nos músculos para que aconteça a respiração celular, produzindo energia.

Em outras palavras, a mioglobina seria o repositor do supermercado, cujas gôndolas são os músculos esqueléticos e cardíacos e os itens das prateleiras são as moléculas de oxigênio, portanto, a missão dela é nunca deixar a gôndola vazia. Seja em atletas, seja em sedentários que se exercitam às vezes, a medição dos níveis de mioglobina é essencial, muito por conta de ser um dos vários indicadores cardíacos que temos.

 

O que a mioglobina alta pode indicar?

Ainda na analogia do supermercado, vamos imaginar que aconteça uma grande promoção relâmpago (atividade física intensa) e as pessoas (energia) comprem muitos produtos (oxigênio) em pouquíssimo tempo. Sem dúvida isso vai dar um trabalho a mais para a mioglobina repor, sendo que é possível que ela fique meio perdida nas contagens e vá parar em outros setores do mercado para dar conta da demanda.

Em termos técnicos, os casos de mioglobina alta podem indicar fatores preocupantes, pois, quando o nível de atividade física aumenta, elas aparecem na corrente sanguínea. Isso pode significar não só situações como inflamações musculares, convulsões e distrofia, mas também o tão temido ataque cardíaco, sendo que os níveis de sangue aumentam entre 1 a 3 horas após o infarto ocorrer.

Depois de uma lesão isquêmica da fibra muscular, por exemplo, essa proteína tem uma liberação precoce na nossa circulação, o que pode indicar um possível diagnóstico de problemas no miocárdio. Vale ressaltar que além de exercícios físicos intensos, hábitos prejudiciais à saúde como o consumo excessivo de álcool ou tabagismo podem também elevar os níveis de mioglobina.

 

E o que é mioglobinúria?

Todavia, por enquanto vimos apenas a ponta do iceberg em relação aos casos de mioglobina alta, porque, se aprofundarmos mais no assunto, veremos que ela pode gerar casos graves em outras partes do corpo também. Se você ainda lembra do que aprendeu nas aulas de biologia, deve saber que os nossos rins têm o papel importante de filtrar substâncias nocivas que aparecem no sangue, certo? 

Partindo desse princípio e levando em conta que a desregulação dos níveis de mioglobina levam para a corrente sanguínea, naturalmente que isso proporciona certas dificuldades para os rins na hora de eliminar essa proteína na urina. Quando as taxas de mioglobina estão altas, naturalmente o processo de eliminação acontece com maior dificuldade e isso pode ocasionar problemas na bexiga.

Portanto, chamamos de mioglobinúria quando é encontrada a bendita mioglobina na urina dos pacientes, uma vez que sofreram alguma lesão por conta de exercícios físicos intensos e outras condições já citadas. Isso leva os médicos a considerarem não somente um exame de sangue, mas também uma avaliação da urina, especialmente se ela apresenta uma coloração avermelhada na micção.

 

Quais são as principais causas da mioglobinúria?

A mioglobina que se perde na corrente sanguínea exige muito da filtragem dos rins, pois eles não conseguem eliminar todos os resíduos para evacuar na urina, impactando diretamente no nosso organismo. A destruição muscular chamada de rabdomiólise, por exemplo, é uma das situações que geram a mioglobinúria, de modo que suas causas podem ocorrer por diversos tipos de fatores.

Para especificarmos, a rabdomiólise tende a surgir por causa de esforço excessivo, queimaduras, hipotireoidismo, interrupção dos vasos sanguíneos, acidentes vasculares cerebrais, infecções virais e bacterianas, entre outros tipos de casos. É importante também acrescentarmos na explicação que o uso de certos medicamentos (estatinas) em doses altas ou, até mesmo, questões genéticas favorecem essa anormalidade.

Preocupar-se com a mioglobinúria é algo necessário, muito por conta do caminho que essa situação leva ao decorrer do tempo, podendo gerar até a insuficiência renal aguda. Essa doença apresenta sintomas como a retenção de líquido, fadiga, falta de ar, vômitos e inchaços, cuja recomendação é a ingestão de líquidos e o consumo de alimentos diuréticos, a fim de evitar procedimentos médicos como a hemodiálise.

Em resumo, perceba que a mioglobina exerce um grande papel no nosso organismo e pode ajudar bastante nas análises laboratoriais, afinal, seus índices servem como marcadores eficientes de alterações nos músculos e rins.

Bom, se você achou interessante o texto e quer ficar de olho em outras postagens, então siga as nossas redes sociais: estamos no Facebook e Instagram!

Fale com a gente

SAC: (19) 3112-5500
WhatsApp: (19) 97409-9002

Receba dicas de saúde

Dr. Antonio Vitor Ramos de Souza
Responsável Técnico
CRM 15210 / RQE 55934

© Ramos Medicina Diagnóstica - Todos direitos reservados.