A meningite ainda é uma doença endêmica no Brasil e que exige muita atenção por parte dos pais de crianças, pois a doença pode trazer complicações graves para a saúde dos pequenos. Por isso, é importante você ter ciência do que é a doença e, principalmente, a importância da vacinação para prevenção.

Assim, se você quer tirar suas dúvidas e saber de que forma pode ajudar a proteger sua família, continue lendo, pois preparamos um conteúdo com as principais informações sobre o tema. Vamos juntos? Boa leitura.

O que é a meningite?

Antes de tudo, é importante que você saiba o que é a meningite. Essa é uma doença séria e que causa inflamação no tecido que protege o cérebro e a medula espinhal, chamada de meninge. Essa inflamação ocorre, principalmente, por meio de bactérias e vírus que afetam a região.

É uma doença altamente contagiosa, principalmente, porque a transmissão pode ocorrer por via respiratória, ou seja, por gotículas de secreção liberadas tanto na respiração, tosse, espirro e na fala.

Quais são as consequências que a doença pode gerar?

Nas meningites bacterianas, podem ocorrer quadros mais graves da doença e, portanto, os cuidados são ainda maiores. Isso porque, quando não tratada a tempo, ela pode causar, até mesmo, óbito. E em crianças menores de 5 anos, o risco é ainda maior. Além disso, ela pode causar sequelas permanentes, entre elas:

  • paralisia cerebral;
  • perda de audição e visão (parcial ou total);
  • quadros de convulsão constantes;
  • problemas de memória e concentração;
  • artrite e problemas ósseos;
  • dificuldades para dormir, entre outros.

Como é uma doença que pode gerar quadros graves, é importante que você esteja atento para os sintomas dela:

  • rigidez na nuca (o paciente não consegue encostar o queixo no peito);
  • febre;
  • náuseas;
  • vômitos;
  • convulsões, entre outros.

Caso você ou seus filhos tenham esses sintomas, é fundamental buscar o pronto-socorro o quanto antes. Em casos de suspeita de meningite, o paciente fica internado, justamente, devido às complicações que o quadro pode trazer. Quanto mais cedo o tratamento começar, menos chances terá de ter sequelas permanentes.

Qual a importância da vacinação para a prevenção da meningite?

Diante da possibilidade de ter quadros graves de sequelas ou, até mesmo, envolver risco de morte, é importante saber como prevenir-se da doença. Apesar de ser altamente contagiosa, é possível evitar a infecção pelos agentes causadores por meio da vacina.

Com ela, é possível desenvolver anticorpos para os principais agentes, principalmente, dos quadros mais graves, como os bacterianos. Por isso é importante tomar a vacina pneumocócica, que permite a imunização para as principais bactérias que causam o problema. Assim, você pode contar com os imunizantes:

  • vacina pneumo-13;
  • vacina pneumo-23.

As diferenças entre elas estão relacionadas principalmente com o número de agentes que elas protegem e, também, com o número de doses e percentual de eficácia. Lembre-se de escolher uma boa clínica de vacinação para aplicá-la. Para saber mais sobre essas questões, leia o artigo que preparamos com todas as informações que você deve ter conhecimento sobre o tema.

E para saber mais sobre essas vacinas e outras que temos no Brasil, confira nosso guia completo sobre o tema e tire suas dúvidas!