Se a sua qualidade de vida está sendo afetada por uma dor nas costas, então está mais do que na hora de se preocupar e buscar ajuda.

Mas antes de fazer o seu check-up médico, saiba que a dor nas costas pode ter diversas intensidades. Podendo ser de origem muscular, articular, nervosa, postural ou relacionada a alguma doença.

Para sanar a sua curiosidade, acompanhe a leitura e compreenda quais são as principais causas dessa dor, bem como as medidas de prevenção!

Como é constituída a coluna vertebral? 

Em primeiro lugar, antes de nos aprofundarmos nas dores e nos possíveis tratamentos, o ideal é sabermos como são formadas as costas ou, tecnicamente dizendo, a coluna vertebral.

Caso não se lembre mais das aulas de anatomia, a coluna vertebral é constituída de cinco regiões de ossos descritos abaixo:

  • cervical (pescoço) — permite o movimento da cabeça e tem sete vértebras;
  • torácica (tronco) — dá suporte para o corpo, protege o pulmão e o coração e tem doze vértebras;
  • lombar (cintura) — responsável por sustentar boa parte das nossas movimentações do corpo e conta com cinco vértebras;
  • sacro (quadril) — tem importante função biomecânica e dispõe de cinco vértebras fundidas;
  • cóccix (final da coluna) — ajuda no equilíbrio e apoio da coluna vertebral, tendo quatro vértebras fundidas.

Partindo desse princípio de conhecimento, fica mais fácil compreender o torcicolo, a cervicalgia, a lordose, a lombalgia e outras dores que podem ocorrer nas costas.

Quais são os tipos de dores nas costas?

Em resumo, depois de uma avaliação médica, pode-se identificar três tipos comuns de dores nas costas: dor local, dor referida e dor irradiada.

A primeira é mais fácil de compreender. Pois ela se trata de uma dor que acontece no mesmo lugar do estímulo incômodo, podendo ser descrita como lenta ou aguda.

A dor referida é aquela maçante. Que varia de intensidade e costuma “passear” pelas costas por conta dos nervos sensoriais interconectados.

Já a dor irradiada é como um choque elétrico. Ela segue a trajetória do nervo espinhal e pode ser causada por uma inflamação.

Quais são as principais causas da dor nas costas?

Nesse ínterim, depois de saber como é formada a coluna vertebral e quais são os tipos mais comuns de dores nas costas, obviamente que você quer saber as causas, não é mesmo?!

A seguir, trouxemos algumas das situações mais corriqueiras para diagnosticar uma dor nas costas. Sendo importante uma avaliação especializada.

Lesão muscular

Se você fez uma atividade física, por exemplo, e sentiu uma certa pontada no lado direito ou esquerdo das costas, isso pode ser sinal de uma lesão.

É uma dor que pode ser bem desconfortável e funciona como se colocassem um peso nas costas. Podendo acometer profissionais dentistas, jardineiros, ginastas etc.

Para aliviar a dor você pode colocar uma compressa morna na região por 15 minutos. Você também pode aplicar uma pomada anti-inflamatória recomendada pelos médicos.

Contratura muscular

Devido ao cansaço ou mesmo um esgotamento emocional, existe a possibilidade da pessoa ter uma contratura muscular e sofrer com dores na parte de cima das costas.

Manter uma postura errada ao se sentar, exagerar nas atividades físicas, dormir de mal jeito, entre outras situações podem resultar em uma contratura.

O ideal é fazer alongamentos para relaxar os músculos, ficar em uma posição confortável e rodar a cabeça lentamente para todos os lados a fim de aliviar a dor.

Dor ciática

Sem dúvida, você ou alguém próximo já reclamou dessa dor alguma vez na vida. Pois é uma das mais conhecidas dores nas costas.

A princípio, ela é caracterizada por uma dor que se inicia no fundo das costas e irradia para as pernas. A dor ciática é  causada pela compressão do nosso nervo ciático.

Procure uma pessoa profissional de ortopedia para investigar a situação. De modo que obtenha uma indicação de tratamento, seja via medicamentos, seja por fisioterapia.

Doenças respiratórias

Principalmente na região torácica, as doenças respiratórias podem causar dor nas costas e dificultar o processo de locomoção do ar.

A pneumonia é uma das principais vilãs dessa dor. Sendo importante procurar uma pessoa profissional de pneumologia para avaliar melhor o caso.

Vale ressaltar que, na ausência de outros sintomas, a dor nas costas não pode ser considerada como um sinal de infecção por coronavírus.

Hérnia de disco

Se a dor nas costas for na região central, há a possibilidade de ser uma hérnia de disco. O que é muito comum em pessoas com mais de 45 anos.

Pode irradiar para os lados, costelas ou, até mesmo, para a região dos glúteos e das pernas. Seus sintomas são provocados pela inflamação ou compressão dos nervos.

Além de uma compressa morna nas costas e evitar uma mesma posição por muito tempo, recomenda-se procurar a ortopedia para realizar exames.

Pedra nos rins

Também conhecida como cálculo renal, a pedra nos rins pode proporcionar uma dor forte no final das costas. Impossibilitando a pessoa de se mexer tranquilamente.

Nesse sentido, é uma das doenças mais corriqueiras do trato urinário, sendo que homens entre 30 e 50 anos de idade podem sofrer com esse problema.

Ir à emergência para realizar exames é imprescindível, de modo que consiga identificar o tamanho da pedra e possa dar início ao tratamento adequado.

Como podemos prevenir a dor nas costas?

Embora nem sempre a dor nas costas seja possível prevenir, existem uma série de medidas que podem ajudar a diminuir o risco de ter esse incômodo.

Você pode tomar a atitude de fazer um check-up nutricional, por exemplo, a fim de melhorar a alimentação e evitar fatores como a obesidade.

Realizar alongamentos antes de exercícios aeróbicos é uma medida importante. Bem como a prática de reforços para a musculatura postural, tal como o Pilates e a Ioga.

No trabalho, tente manter uma postura adequada e evite ficar muito tempo na mesma posição. Sendo importante valorizar as pausas para se movimentar um pouco.

Procure uma forma confortável de dormir para evitar acordar com o corpo destruído de dores. Bem como evite fumar para minimizar a chance de doenças respiratórias.

Para finalizarmos, por mais que a estrutura da coluna vertebral seja complexa, não é muito difícil compreender a origem da dor nas costas. Bem como a importância de procurar ajuda quando é difícil suportar.

Quer saber um pouco mais sobre o assunto para comentar com seus amigos? Então veja agora mesmo as 5 doenças ocupacionais que você precisa conhecer!

Privacy Preference Center